Tag Archives: Sobre Natural

Strange Angels #1 – Lili St. Crow

27 dez

Antes de escrever essa resenha, e até de terminar o livro, pesquisei na internet outras resenhas sobre ele, e eu simplesmente encontrei de TUDO! Eu estava meio confusa sobre o que estava achando do livro, e resolvi ver se mais alguém tinha ficado que nem eu. A resposta é sim! Esse livro tem tanto aspectos bons quanto ruins, e se você pesa tudo, no final acaba rolando um equilíbrio, então vamos lá!


Quando eu comecei esse livro, estava bem desanimada por conta de algumas coisas que eu tinha lido sobre ele, então, se você ainda não leu, presta bastante atenção nessa resenha, e mantenha a mente aberta para ler e fazer seu próprio julgamento sobre ‘Strange Angels’. Estou dizendo isso porque apesar de algumas coisas, eu adorei o livro, de verdade, é um ótimo livro, a partir do momento que você esquece tudo o que falaram de mal sobre ele.

Dru, essa é a personagem principal do livro, é ela que conta a estória, então é realmente importante que ela seja uma ótima personagem. Eu curti ela, não é uma menina mimadinha toda girly e chatinha, mas também não é nenhum ogro. Eu vi gente comparando Dru com a Anita Blake,  Rose, Katniss e tudo mais, a menina é realmente genial, ela tem um lance de responsabilidade e sabe se virar sozinha, mexe com tudo o que é arma e enfrenta umas coisas bem estranhas. MAS, ela é meio insegura e confusa, o que leva á inumeras divagações. A menina está no meio de uma cena super tensa, ou no meio de uma conversa, com uma pessoa esperando uma resposta dela, e ela começa a viajar, lembrar de coisas, ou começa aquele blablabla interno sabe? Irrita um pouco, porque normalmente ela dá muitoooos detalhes da cena em que ela está nessas divagações dela. STOP. Tem gente que amaaaa uma montanha de detalhes e divagações da personagem principal, então para e pensa, só porque isso ME irrita, não quer dizer que também TE irrita! PLAY. Tirando isso, ela é realmente bem legal. E eu devo confessar que pulei umas divagações, não me julguem, eu só queria gostar da Dru, precisou esse empurraõzinho!  xD

O livro tem um romance gente – não diga – o que não é muita novidade desde que todos os livros passaram a ter ação, suspense, romance, criaturas do mundo fantástico, meninas inseguras, lobos, vampiros, coelhos, taturanas, lhamas e tudo o que é coisa misturada. Mas tem uma coisa bem legal nesse romance. Os personagens não sabem que ele existe, quem lê o livro percebe o clima, mas os personagens não, e nas poucas vezes que percebem, fingem que não perceberam. E chega até a ter um triângulo amoroso gente, mas como o romance não é bem o centro do enredo, não fica cansativo!

Mais uma coisinha que me irritou foi o fato de que a Dru é um tanto quando prolixa! Pode ter certeza, eu não fui a única! Ela fala do pai muiitaaas vezes, faz umas perguntas várias vezes também, mesmo a pessoa já tendo respondido, e tem umas divagações repetidas, é como se toda vez que ela tomasse uma decisão, você não devesse acreditar nela, porque ela vai voltar voltar atrás e ficar confusa sobre ter tomado a decisão certa ou não. Mas quando você pega o ritmo da leitura, isso é uma coisa que acaba passando batida.

Tirando essas coisinhas, Strange Angels é um livro muito bom, o idéia da autora foi muito legal, tudo com um toque para lá de paranormal e personagens que se não tivesse uma coisinha especial, seriam como eu e você, o que é bem legal se considerarmos que anda difícil se identificar com algum personagem ultimamente, a não ser que você seja um vampiro que brilha, uma Bella que atrai problemas, ou qualquer outra menina que atraia qualquer coisa estranha. Parabéns Lilith, aguardarei a continuação!

Uma coisa que eu li muito, é que esse livro lembra muito a série Super Natural, então se você é fã, não perca esse livro viu!

Agora Editora Novo Século, parou heim! A tradução desse livro deixou MUITOOO á desejar, têm umas frases que não fazem o mínimo sentido, e uma gírias que simplesmente não deveriam estar ali. O inglês é uma língua onde tudo soa bem, onomatopéia vira verbo e por aí vai, português NÃO! Muitas coisa que dava certo no livro original, não deu aqui, sorry. E o que foi esse uso de ‘CÊ’ ao invés de ‘VOCÊ’, quando aparece o primeiro CÊ no livro, o negócio desembesta e não para mais, e ainda têm umas gírias nada a ver tipo ‘sussa’, desculpa tradutor, mas os tempos mudaram. Então minha recomendação é uma revisão nessa tradução, porque não está dando, tem umas coisas BEEEMM estranhas!

Eu sugiro que você leia, e tire suas próprias conclusões, como se nunca tivesse lido essa resenha na sua vida! Depois volta aqui, e fala com o que concorda ou discorda! :)

Não esqueça de assinar a Newsletter ( aqui do lado >> ) e ativar o blog no seu RSS (aqui do lado também >> ) para não perder as atualizações! :) E para compartilhar em outras redes sociais basta clicar em Leave a Comment ( aqui embaixo) que vai aparecer os plugins para todas as redes !!  s2