Resenhando Doce Vingança por Nora Roberts

19 jun

   Se você já ouviu falar da autora Nora Roberts, deve saber que suas obras são esplêndidas. Eu nunca tinha lido nada dela, mas dada sua ótima fama no meio literário, sempre tive vontade. Semana passada resolvi pedir ajuda ao bibliotecário do meu colégio para escolher um livro da tão renomada autora e agora, ao ter terminado a leitura da obra, me peguei em um caminho sem volta de paixão por seus livros. Já foram três livros seus seguidos que li nas ultimas duas semanas, e temo dizer que vocês ainda vão ouvir muito falar em Nora Roberts aqui, I mean it.

      Eu sei que vira e mexe eu falo isso, mas acredite que achei mais um livro para minha lista de melhores leituras dos últimos tempos. É uma estória genial, bem pensada, estudada, do tipo que te engole para dentro do livro como um buraco negro.

     É sempre complicado falar de livros que gostamos muito, ainda mais nesse caso, que o livro em si é um paradoxo. Mostrando características opostas na escrita o tempo todo, nunca deixa o leitor entediado, e cada qual complementa um pouquinho o livro, preenchendo um espacinho da essência da obra como um todo.  A estória tem momentos secos e depois sensíveis, repressivos e liberais, americanos e islâmicos, de realeza e depois pobreza, honestidade e roubos, amor e ódio. Tudo se contradiz, e é ai que você entende a mente da mulher islâmica que foi americanizada, a mente de Adrianne.

     Adrianne é uma personagem exótica, começando por sua aparência, com grandes olhos amendoados, longos cabelos escuros, pele bronzeada e corpo esguio, ela é a mulher com que todo homem sonha, a mulher que todos tentam ter, mas nenhum consegue. Sua fama é de ser completamente inacessível, e para descobrir o porquê disso, me desculpem, mas vocês vão ter que ler o livro! Adrianne é rica, sua roda de amigos e conhecidos é ampla e seleta, e isso só contribui mais para que ninguém saiba quem é a verdadeira Adrianne. Ela é a personagem principal do livro, portanto, vou me conter falando apenas sobre ela detalhadamente.

     Quanto aos outros personagens, também são extraordinários. Abdu, o pai de Adrianne é um homem duro, que acha que está acima de tudo e todos, não importa onde ele esteja. Em muitos momentos me peguei sentindo raiva por ele, mas o verdadeiro sentimento que devemos ter por Abdu é pena, ele não merece mais que isso.  Philip é um personagem que eu gostei desde o começo, embora suas ações não ajudem para que gostemos dele, eu senti simpatia logo de cara. Megan foi para mim uma peça importante da obra, mas me parecia bem chata, toda problemática e depressiva, só me agradou por conta de todo o carinho e preocupação que tinha em relação à filha.

     A estória é cheia de roubos, mistérios, descrições detalhadas e sentimentos profundos, não consigo lembrar de nenhum momento em que tive vontade de parar a leitura ou que fiquei entediada, cada detalhe era bem vindo.  Minhas partes favoritas foram as de roubo e o fim do livro, as últimas 100 páginas foram as melhores em minha opinião.

     A escrita de Nora Roberts é muito gostosa de ser lida, com um vocabulário culto e sem palavras chulas, ela escreve muito bem e sabe como dar detalhes sem ser chata. Em todos os livros dela encontramos cenas de amor que têm a ver com sexo, mas não é nada explicito. As cenas de sexo descritas por Nora são ternas, sensíveis, idealizadas e não mostram nada de vulgaridade. O único problema é que as vezes essas cenas ficam repetitivas.  As cenas de sexo que ela descreve são TODAS iguais, em todas o casal tem plena sincronia e sempre chegam ao clímax juntos, não sou a melhor pessoa pra falar sobre isso, mas posso apostar que isso é coisa de livro. Enfim, as cenas não são ruins, mas eu acho que ela podia dar uma mudada ao invés de fazer sempre tudo igual.

     Outra coisa que gostei bastante foi o fato de que partes do livro se passam lá para os lados árabes, eu adoro ler sobre isso, adoro árabes, e Nora não pecou ao mexer com essa cultura. Quando ela descrevia o harém eu conseguia sentir os cheiros e até o modo como as mulheres se sentiam. Adorei ver a discrepância entre as mulheres árabes e as americanas, e o comportamento de uma árabe americanizada e de uma americana que se tornou parte de um mudo árabe, foi muito interessante.

     Minha nota para esse livro é definitivamente 10, pois o único defeito que achei não foi suficiente para baixá-la. Recomendo esse livro para todas as pessoas, mas que tenham pelo menos 15 anos. Algumas cenas são pesadas e não acho que uma pessoa menor entenderia a complexidade que é a diferença entre culturas.   

 

Anúncios

4 Respostas to “Resenhando Doce Vingança por Nora Roberts”

  1. Anastácia 19 de junho de 2011 às 8:45 pm #

    Como acontecia com você, eu nunca tinha lido nenhum livro da Nora. Sempre tive vontade mas na hora H eu comprava outro livro ou esquecia o dela, hahaha. Mas eu estou com muuuuita vontade de ler um deles depois da sua resenha. Gostei bastante da estória desses mas eu queria começar por um mais famoso como Nudez Mortal… Mas não sei, acho que vou comprar um livro aleatória dela, se eu gostar eu compro os outros, caso contrário eu não compro mais nenhum, hahahaha.
    Aliás, adorei a resenha!

    Bjss
    Anastácia – Heart Books

  2. 19 de junho de 2011 às 5:03 pm #

    Ahh que resenha interessante! Já ouvi falar muito de Nora Roberts, mas nunca me interessei pelos livros dela. Talvez, agora, eu coloque Doce Vingança na minha lista só para sentir o que você transcreveu através da resenha. Muito boa mesmo, estou curiosa agora!

    Passa lá no blog Gi, tão rolando duas promoções! ;D

    xx

    Only The Strong Survive

  3. Patricia Butzke 19 de junho de 2011 às 3:06 pm #

    Adoooooooooooooorei a sua resenha!
    Doce Vingança foi o meu primeiro livro da Nora e por isso ele é muito importante pra mim. Foi com esse livro que meu vício Noraholic começou. Hoje a Nora é minha autora preferida e eu mato e morro por um livro dela, kkkkkkkkk.
    Eu só discordo da parte das cenas de sexo, não acho que sejam todas iguais… Mas como você disse, não é esse simples detalhe que vai deixar um livro ruim.
    Me bateu até uma vontade de reler o livro *-*
    Parabéns pela resenha! Espero ver mais Nora aqui no blog =)
    Beijos

    • gihdiamonds 19 de junho de 2011 às 3:25 pm #

      Oláá Patriciaa!!

      Aii que bom que vc gostou, realmente esse livro tb me deixou viciada em Nora, ahah é impossivel não gostar!! Pode deixar que eu já tenho mais duas resenhas para fazer de livros da Nora !!

      Beijinhoos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: